Categorias
Sem categoria

do domingo…

Fui fazer pipocas com brigadeiro e queimei o céu da boca. Queimei inteiro, de sair a pele e nem poder comer as pipocas. Ainda bem que as mucosas cicatrizam rápido. Bem que o coração da gente podia ser uma mucosa. Né?! Ai cortava, queimava, sangrava e já… fechava e pronto. Tirava um pedaço e reconstituía facinho.

Lá venho eu, de novo, falar das panes no coração, se já concluí que o problema todo é que sou uma sozinha…. Hoje concluí umas coisas extras, graças a um boneco que queria aqui enrolado nos meus pés frios(:*)… O problema são as minhas solidões (vejam, já são mais de uma) e as minhas expectativas. Ou melhor, as minhas ilusões de expectativas. O problema é que eu sempre as tive, e, de repente, apaguei todas. Apaguei todas as possibilidades e os anseios. Troquei os “se” pelos “é”. É fato. Sou sozinha. “A minha alucinação é suportar o dia-a-dia e o meu delírio é a experiência com coisas reais”.

Eu não consigo sozinha. Eu não consigo porque até as cores me lembram das coisas. E eu não quero tirar até as cores da minha vida. Eu queria você aqui comigo pra que entendesse.
Eu sou sozinha. É a real, todos somos, na verdade. Eu e o meu esteriótipo, e isso tem me irritado. Como Narciso, sujeita apenas do meu sonho. Nada. Apenas a ilusão de mim. E isso é realmente triste. Eu tenho tido dificuldade com as pessoas, e eu nunca tinha. Agora, deixando a profundidade de lado o que eu quero é ficar “coloda a tua pele noite e dia” (hehehehe). Só queria te esclarecer que ainda sou muito moça pra tanta tristeza, ou coisa parecida.

É a merda da expectativa. Que me mata e me faz continuar…

Uma resposta em “do domingo…”

talvez meus escritos não sejam profundos ao ponto da tua simplicidade. Se agiganta ao ponto de não precisarmos de grandes metáforas pra acertar o espaço certo do dia. Ou melhor, da noite, é mais adequado. Quando chegamos a um ponto crítico de solitude só resta nos apegarmos a nós mesmos. Não é narcisismo, é o encontro com a gente mesmo que dói tanto. Olhamos o livro aberto, algumas páginas saltando aos nossos olhos. Não é tão feio assim! \”Coragem\”, como diria um barbudo professor meu….voltarei ao seu blog…bjoca

Curtir

Deixe uma resposta para Volmir Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s