Categorias
Sem categoria

Aqui dentro desse meu peito tem um vazio que faz tanto eco. Eles lá suspiram e tudo aqui sangra. Não é por mal, eu sou tão querida. Quero o bem, o melhor que eu não pude dar, o melhor que não pude ter.

– – –
Mas aqui dentro tudo sangra. Tudo arde. Tudo grita.

– – –
Faz parte assim, do ser madura. Amanhã às 9h, café e biscoito. Hoje, ficar triste, cara de sapa, vazio, vazio, vazio, seu filho da puta. Que nem é você, nem ele, nem eu. Ou sim, eu. Tem muito espaço em mim, outra vez.

– – –
E bonito assim, um último beijo, que não seria de amor, mas de solidariedade, de respeito.

2 respostas em “”

É. Levei um tempo pra ligar o nome à pessoa aos fatos e aos perfis de orkut e às suposições que a gente acaba fazendo sem querer. Que coisa.Essa internéte, mesmo. Veja você. Faz tudo parecer tão perto e estranho.Mas ó: beijo pra ti.

Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s