Categorias
Sem categoria

Literatura Confessional

Hoje saí com o Jackson pra andar na Feira do Livro. Sobre o Jackson e a Feira do Livro de Santa Maria eu poderia escrever dezenove livros, hehe, mas como o tempo é curto e as meninas dos meus olhos seguem um pouco dilatadas, serei breve. O trabalho para o qual eu me jogo vai exigir um monte dos meus dotes discursivos. Nunca estudei “texto” além dos estudos pro vestibular, mas é uma coisa que hoje – graças ao Jack – me dei conta. Adoro escrever como quem fala. Oferecer um café no meio do texto. Adoro ler assim. Escrever assim. Chatear assim. Como se fosse natural, entende? (os meus entende? no meio dos textos é o que o Jack mais gosta). Bem, então é isso. Andando lá pela Feira do Livro achei o livrito da fotita numa dessas caixas de saldos por cinco pila, tem até um texto do Fonseca (o Orlando) e outro do Kiefer.
Bueno, vou parando de escrever pra começar a ler. A idéia é criar um pseudônimo e iniciar um blog aberto confessional, vamos ver onde vai parar.

=)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s