Categorias
Sem categoria

suspiro

Essa coisa de frio bagunça a cabeça da gente. É o frio, um monte de trabalho, umas festas bacanas, umas pessoas novas, um cara que te faz sentir puta, um cara que te faz sentir santa, as tuas melhores amigas do mun-do espalhadas pelo mundo, tu não saber o que quer fazer da vida, tu querer ir embora mas querer também ficar, um coração apertado pelo que não foi, uma vontade de não sentir frio mais sentir, lembrando que o calor é muito pior. Um vazio que parece que vai aumentando, aumentando, aumentando tipo aquele sonho da areia movediça que eu tinha quando era pequena: eu no meio da areia, afundando, pedindo socorro, que não me deixassem cair e a minha mãe dizendo: calma, filha, do lado de baixo tu vai estar protegida.

Foi o absinto, só pode.
Pelo menos dancei e ri até seis da manhã.

Uma resposta em “suspiro”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s