Categorias
Sem categoria

Domingos.

Às vezes parece que não faz sentido. O quê? Tudo. Uma imensa perda de tempo. Mas perdendo o tempo do quê? Sei lá. Outras coisas. Umas viagens bobas. De repente já tenho 30 anos e não tenho nada. Nada o quê? Não sei. Nada. Quem sabe vire roteiro de romance. Você gostaria? Não sei. Se alguém não tem nada tão interessante pra virar tatuagem, como viraria romance? 22 anos e um monte de coisas. Mas nada. Um monte de planos e o agora vai escapando minuto a minuto. Cada nova febre, cada trabalho procrastinado, cada grito. Não quero viver aqui. Não quero ir embora. Quero junto e de verdade. Sozinha é tão transformador. Transforma a dor. Transforma sempre e eu esqueço e rio. Individual como esses domingos de sol, que pedem grama verde, chimarrão e confortos. Tudo o que não se tem.

2 respostas em “Domingos.”

Me rebelei com o domingo! Acordei cedo e fui fazer o que tinha vontade!E porra, crise dos 30 dá de véspera, mas assim já é precocidade meninas!!! OLha lá! vj

Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s