Categorias
Sem categoria

Des-Ansiedade

Domar os próprios ímpetos num exercício de re-descobri-nasci-mento: outra dela no mesmo corpo, apenas paciente. Paciente dela mesma? Domar os próprios ímpetos, conter, abafar a intensi-ansi-edade própria dela. Outra dela: tranquila. Contando nos dedos todos os minutos que faltam para o que quer que seja, tomando um chá, imaginando campos amarelos, pensando em nada.

Viver tem que ser perturbador? Sempre desprezou as coisas mornas. Agora sente que falta apenas o golpe da magia, da graça.

A coragem não afasta a ansiedade. Uma vez que a ansiedade é existencial, não pode ser afastada. Mas a coragem incorpora a ansiedade de não-ser dentro de si. Coragem é auto-afirmação “a despeito de”, a saber: a despeito de não-ser. Aquêle [sic] que age corajosamente toma, em sua auto-afirmação, a ansiedade de não-ser sôbre [sic] si mesmo.

2 respostas em “Des-Ansiedade”

\”Sempre desprezou as coisas mornas. Agora sente que falta apenas o golpe da magia, da graça.\”E de tanto viver \”mornamente\” sem a tal da magia…ela se perdeu…foi assim que se encontrou…finalmente!ADOREI por aqui, por certo voltarei.Muita Luz pra Ti

Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s