Categorias
Sem categoria

embora

amanhã.
dispenso olho gordo. vai ser meio em vão, se alguém puser. diz o fabinho que olho gordo é uma praga. talvez o olho gordo tenha me posto doente, sem bolsa e sem teto. prefiro pensar que foi o período astrológico não auspicioso às mudanças. mas vamos lá, outra vez, bater na mesma portinha pra ver o que acontece. mando notícias, do lado de lá, pra quem fica. um beijo. obrigada pelas despedidas. espero que esta não seja a última.

:}

Categorias
Sem categoria

SUSPENSIÓN DEL ENCUENTRO LATINOAMERICANO DE DISEÑO 2009

La Coordinación del Encuentro Latinoamericano de Diseño informa que la IV Edición del mismo ha sido suspendida como medida preventiva a raíz de la epidemia declarada de gripe A (N1H1) en Argentina.

.
enfim, tou com a vida suspensa.
suspenderam o encontro, suspenderam os cinemas, os teatros e as matrículas. ESTIMADOS, por favuer: suspendam o mc donald’s e suas demoras de 20 minutos também, então. por favor, suspendam os senhores reclamões e as mulheres faladeiras. suspendam a dor de cabeça e o desejo de um notebook novo. suspendam a chuva da santa maria e o sono dessa vida. suspendam as esperas e as expectativas.

percebi que tentar andar sobre caminhos suspensos me deixa nervosa. muito nervosa. não quero. nhá.

Categorias
Sem categoria

hay que esperar hasta el lunes


a UBA – universidade onde farei o mestrado – fechou as portas e soh reabrira em agosto. parece que todos os locais publicos tambem fecharao. eh estranho estar no centro da tal “pandemia” e nao sentir a crise. mas tah. nao tenho nada pra fazer aqui sem os lugares do governo abertos, sem escola de espanhol e sem apartamento. nha. e todos dizem: HAY QUE ESPERAR HASTA EL LUNES. enquanto esperamos, ouvimos musicas argentinas, sou roubada, fecho as malas, vou no pacha, como empanadas e cutuco os dedos dos pes.

a filosofia da amiga ellen se confirmou e eu jah vou voltar, santa maria, aih vou eu – de mascara, claro.

Categorias
Sem categoria

certificado de denuncia


la comisaria de la seccional 23 hace constar que se labran caratuladas HURTO, sumario n 1996, ocurrido dia 04/07/2009, en horas 16:30, en thames y av. santa fe y guemes, resultando damnificado CARLA AREND (mimimimimi,mimimimimi,mimimimimi) siendo instrumento del delito UN BOLSO COLOR VERDE (com um broche bem bonito), UNA BILLETERA COLOR ROJA (bem linda, forrada com poas, que os amigos queridos me deram de presente), UNA CAMERA FOTOGRAFICA (com todas as fotos do dia feliz de ontem), UN CELULAR (que era emprestado do gabriel), TARJETAS DE CREDITO, MUCHA PLATA (nao porque soy tonta, mas porque ir na rodoviaria comprar passagem e precisava de muita plata), DOCUMENTO BRASILEIRO e o GUIAT, objeto del delito APODERAMIENTO INDEBIDO. La presente se extiende el dia 04/07/2009 a pedido del interesado.

e sim, ainda mandamos mensagem pro casal ladrao pendindo por gentileza que deixassem os documentos ecartoes em algum lugar, os bocabertas nem desligaram o aparelho. fico triste com esse tipo de coisa porque soh dah incomodo, cancelar cartoes, refazer identidade e mimimi. acaba com o dia das pessoas. tomara que esses delinquentes peguem a gripe porcina, nao morram, mas espirrem muito e tenham umas 5 noites de febre. e que deixem a camera cair e quebrar. e que sejam roubados e deixados nus. e que tenham espinhas internas no nariz. e verrugas nos pes. e percam todos os onibus a partir de hoje. e que alguem despeje azeite velho pela janela e caia em cima da cabeca deles. isso. tah bom.

🙂

*entramos numa confeitaria onde tinha um casal e uma velhinha. pedimos. sentamos. comemos. quando levantei pra pagar a bolsa jah nao estava pendurada na cadeira. ninguem viu. rah. nao consigo desconfiar da velhinha.

Categorias
Sem categoria

influenza

uma quinta, uma tarde, um mecssicano fajuto, uma argentina de mentirinha, webcams, a gripe suina, o emeesseene e dois amigos divertidos. rah. alegria! viva a tecnologia!

Categorias
Sem categoria

o tipo mala onda

eh o cara com quem as gurias dividem apartamento. quem sabe se eu fosse uma colombiana de 38kg ele nao se importasse em me deixar ficar uns dias pela casa. acontece que ele nem sabe meu nome, mal me cumprimentou e cobra a minha data de saida. nao estou aqui porque nao tenho dinheiro para estar em outro lugar, e sim porque estava buscando apartamento e me parecia logico ficar junto das minhas amigas queridas que morro de saudade e quero apertar um montao. mas enfim, amanha vou lah me juntar aos seis gatos. esta eh a semana de la dulzura aqui em buenos aires (todos trocam doces por beijos). ele vai ganhar uma barra de 500g de chocolate meio-amargo.

Categorias
Sem categoria

a saga do apartamento

como todo mundo sabe, estou procurando apartamento na cidade grande. na verdade, ja desisti do apartamento e agora busco um quarto em qualquer apartamento. mas a coisa nao eh exatamente simples.
pela internet, elegi uns trinta e cinco. devo ter trocado e-mail com todos eles. o problema mais recorrente eh que os donos nao aceitam visitas (de qualquer especie). como voces sabem, sou a socializacao em pessoa, entao, impossivel. outro problema sao as “mascotas”. todo argentino tem, pelo menos, dois gatos eu um cachorro em casa. pra que? me diz?!
pra voces terem nocao, ontem visitei um quarto que era lindo. num apartamento daqueles classicos, com tres andares. o quarto fica na cupula, tem um banheiro recem reformado, com banheira e tudo lindo. muitos armarios, cama box, vidros duplos antiruido. lindo. a senhora dona muito simpatica, um arquiteto mexicano comendo laranjas na cozinha e SEIS, eu disse SEIS, gatos brincando entre o microondas e a torradeira. #fail

hoje visitei outros tres. impressionantes todos. me ajudem a escolher:
1) bairro do congresso (onde acontecem todas as manifestacoes – TODAS), esquina do congresso. com o endereco anotadinho e minha guiaT, chego lah toda inocente, vestida de mocinha e olho pra cima: o predio daquele estilo que tem urubus esculpidos nos cantos. meio sai de baixo com medo que alguma sacada desmoronasse sobre mim. interfonei: jah bajo, contestou a josephine. 6 minutos depois ela apareceu. lindissima, francesa. subimos eu, ela e a senhora que mora no porao (costureira e faxineira oficial do predio) em um elevador daqueles gradeados, que tu ve as cordas e se tiver um pouco apertado pro xixi se mija). chegamos ao segundo A. pe direito de cinco metros, meus olhos brilharam. existe gente no mundo que guarda mais cacareco que eu. sim. penas, plumas, almofadas, chairs, um globo de buatsy, mascaras de veneza, almofadas, filmes, quadros, tacas de vinho pela casa toda, cadeiras bonitas. enquanto eu admirava e tentava entender tudo o que tinha ali, a josephine conversava com a senhora do porao, explicando onde ele deveria encurtar as mangas do vestido e quanto da saia deveria subir. muito estilosa a moca. a casa eh desordenada, mas ajeitada. se endente? depois fomos pro quarto, onde tem ateh um piano. perguntei se o piano ficava, mas nao, o piano sai. a cama eh de casal, tem uma imensidao de armarios e gavetas. paredes decoradas. sacadinha – que tambem tive medo de pisar – chao de madeira sem acabamento. tudo naquele estilo: predio abandonado e ocupado por artistas. lindo. fiquei tao deslumbrada que nem visitei o banheiro. nesse apartamento pode-se receber visitas de qualquer especie, a qualquer hora e por tempo indeterminado. preco: mil. libera na metade do mes.
2) depois desse, me perdi um pouco, caminhei umas vinte quadras e tomei dois onibus ateh o apartamento de uma colombiana que vai sub-alquilar por dois meses. decimo quinto andar. avenida santa fe. estacao plaza italia. cobertura. a moca muito linda, o apartamento nem comento, todo bonito. ela me oferece o quarto da empregada e o banheiro que tem a ducha em cima do vaso por 1000dinheirosargentinos/mes. junto comigo ficara a prima, que trabalha o dia inteiro e nao eh ruidosa. eh proibido levar homens e fazer muito barulho. soh posso ficar dois meses. se ela conseguir mais alguem, a sala vai ser quarto desse alguem. me sobra o quarto da empregada, a ducha em cima do vaso e a micro-cozinha-pasillo. num predio rico. seguro. limpo e que s’o sera meu pordois meses. pensemos.
3) hostel: 450pesos por 15 dias. nao consegui encontrar. caminhei, caminhei e nao achei.
4) a casa do javier, segundo as gurias, meu futuro affair. fica 4 quadras daqui, o quarto tem banheiro e entrada privada. nele morariam mais 2 mocos que sao festeiros e tem dreads. dizem ser buena onda. esta bem localizado. custa 900/mes e posso receber visitas.

hoje de tarde visito mais um.
e amanha preciso vazar daqui. o rooooommmmaaaaaate das chicas me hecho. hahaha.

Categorias
Sem categoria

atualizacao #buenosaires

nao tenho o que atualizar, eh sabado, 11h, tomei cafe e tou deitada no sofa branco olhando pro ceu azul lah fora. ainda nao tenho vontade turistica de sair pra lugar nenhum. o supermercado disco eh emocionante e eu estou sem acentos.
ontem teve festinha de boas vindas, as gurias tem uns amigos muito legais. o tulio, velho conhecido tomador de quilmes, veio. ainda bem que ninguem quis sair pra baladinha. hehehe.

que preguica de fazer qualquer atividade. tao boa essa vagabundagi.
ah, quebrei 5 copos ao mesmo tempo, lavando a louca. hahahahaha…. nha.

Categorias
Sem categoria

halls de melancia


e o primeiro post desde buenos aires. tou tossindo um pouco, menos do que ontem, em sao gabriel. nao eh gripe porcina, porque eh a mesma tosse seca e nervosa da semana passada – quando ainda nao tinhamos nenhum caso da influenza na santa maria. acabei de acordar, meio de susto, dormi duas horas no quarto das gurias – enquanto elas estudavam. agora a lu voltou e deveremos ir ao supermercado. ainda nao desci do apartamento – claro, estava lah embaixo antes de subir. buenos aires parece a mesma. talvez um pouco mais madura.

disseram algo como que, se a cidade nao muda pra gente, a gente muda pra ela. ou sonhei. mas achei bonito. nao mudar de se mudar, mas mudar de se adaptar. a cidade segue igual, sempre, as pessoas em seus estagios diferentes eh que vao e vem delas, construindo as paisagens e deixando memorias.

eu vou la antes de terminar o halls de melancia, porque as empanadas da tarde jah se diluiram no meu sistema digestorio, estou louca para caminhar pelas calcadas de palermo e deixar que as luzes das casas se acendam pra mim.

Categorias
Sem categoria

Já é dia 24?

Eu tô sentindo que a galera anda entediada, não tão ouvindo nada e não tão dando risada: E aí qualé vâmo lá moçada, vâmo mexe, vâmo dá uma agitada! Esse nosso papo anda tão furado: é baixaria come-come e bunda prá todo lado. Eu quero me esbaldar quero lavar a alma, quem sabe sabe quem não sabe bate palma. E prá celebrar a nossa falta de assunto vâmo todo mundo cantar junto (Ueba!):
Eu não tenho nada prá dizer
Também não tenho mais o que fazer
Só prá garantir esse refrão
Eu vô enfiar um palavrão: Cu.

Ultraje A Rigor