Categorias
Sem categoria

marinheira


– alheia a toda semelhança, navego contigo.

– ah! retocando velhos traumas?
– nops. reescrevendo equívocos.

Categorias
Sem categoria

eu (coração) novo trabalho

Tava devendo esse post pra mim mesma. E vou continuar devendo. Hehe. Vocês, se quiserem, podem ler meus textinhos iniciais da Livra aqui. E aqui, podem assistir aos comerciais que gravamos na nossa festinha de fim de ano. E também, se quiserem, podem votar. Se forem votar, votem em Nubes Mentales, cuja directora fuí Djo. haha. beijos,

Categorias
Sem categoria

trabalho

Bom, esse é o pessoal das equipes de comunidade e marketing da @livra no asado de fim de ano. Meus colegos. Bonitos, né? Preciso dizer que é um pouco estranho trabalhar com tanta gente, de tantas origens e com tantos sobrenomes diferentes. Descobri que não sou boa com guardar nomes. Outro dia queria lembrar o nome da mãe do chefe do primeiro emprego remunerado pra mandar o cartão postal e não consegui. Queria mandar o postal porque ela adorava receber cartas. Bom. Eu gosto do meu trabalho, ainda estou meio perdida. Tenho muitas atividades e nunca dá tempo de sair pra almoçar. Mas eu estou feliz e estes daí são os meus colegas Nerds. É preciso ser nerd pra trabalhar na @livra. Converso com eles por e-mail. Isso que é engraçado. Nos empregos anteriores a gente conversava e se trocava bilhetinhos. Neste a gente se envia imagens por bluetooh, fala pelo g-talk e se organiza no google-wave. Acreditem ou não, pra sair este assado rolou um documento compartilhado que calculava os gastos dependendo do numero de pessoas que iam confirmando a presença. rs.

Sexta que vem a gente vai pra um “evento” num lugar fora da capital. Toda a empresa. Prometeram brinquedos infláveis. Voltaremos no sábado. Levarei protetor solar. Beijos,
Categorias
Sem categoria

Prólogo a la Narración

Postura para lectura: 1- Tome la hoja con ambas manos; 2- Sienta la columna recta, desde el cuello hasta el coxis. Ponga las rodillas a la altura de la cadera y las plantas de los pies tocando el suelo; 3- Respire, inspire, exhale; 4- Rote la cabeza unos 25 grados, alineando la vista con el texto; 5- Proceda a leer de izquierda a derecha, de arriba hacia abajo.

Esta postura, según Jung, es la que permite que, al circular el aire por el cuerpo, los sentidos se conecten y haya una utilización racional y concentrada de acciones y tiempo. Esto favorece las sinapsis de las neuronas, y aún permite una más rápida conexión de los discursos que están en su memoria. Esta es la única manera posible de leer el texto que tienes entre tus manos.
[lector] – ¿Puedo sacarme los zapatos?
[autor] – Totalmente recomendable. Tienes que estar en conexión con la tierra.
[lector] – ¿La presencia de otras personas influye en la lectura?
[autor] – Si no tienes el poder de concentración necesario, influye. En tu caso, aconsejamos aislación.
[lector] – Si escucho golpes en la puerta, ¿debería cortar el proceso de lectura y abrir?
Unos zapatos tirados al costado del sillón. La luz baja, una música suave de fondo. El olor del papel y de la tinta, la cercanía del diccionario, lápices y la botella de agua con un vaso a medio tomado. Un hacha en la mesa ratona. Silencio. Un rastro de sangre. Una hoja en el piso.
Fin.
AREND y GUEVARA
tou bem feliz, esse texto a gente fez como exercício na aula hoje, tinham que ser 4 parágrafos e cada parágrafo tinha que ter uma sequência discursiva diferente. a gente escreveu em dupla, em 10 minutos, o professor corrigiu na hora e encontrou semelhanças com o Cortázar e com o poeta Jacques Prévert (Pai nosso que estais no céu…Ficai por lá! Que nós, Nós continuaremos na terra Que por vezes é tão bonita).
eu sei que essas aulas de escritura pouco tem a ver com o mestrado, rs, apesar de serem lá e de aparentemente a dedicação do professor estar bastante voltada a minha pessoa (ele fala em português comigo – amo), mas é a minha favorita. a favorita das prediletar. queria tarefa todos os dias.
Categorias
Sem categoria

aniversariante do dia

nada como no ano passado. mas bem tranquila com relação as coisas que mais me importam. as pessoas, no caso, os meus amigos. são uns bonitos. e eu sou uma feliz. e uma feliz com motivos. já passou a crise da briga, infelizmente tenho um buenos días a menos pra dar, mas uma cozinha limpa todos os dias. o resto da comunidade agradece. hoje tive crise de cálculo renal outra vez. ontem fui na exposição do andy warhol e hoje numa mostra de animações ultra-tecno-lógicas, bem legal. acho que eu queria uma roupa nova pra passar o aniversário, mas meu dinheiro acabou. vai ter festinha-na-argentina. achei um cabelo branco agora pouco, dei um grito e quase chorei. vocês já viram o google wave? eu fiquei bem louca com isso. preciso de um emprego, parece. ainda quero passar as férias na província. sonhei que eu matava colombianos. haha.
Categorias
Sem categoria

o detalhe

foi selecionado pro santa maria vídeo e cinema, incruzive, pra mostra nacional! alegria :}
Categorias
Sem categoria

primavera, picolé e parreira

a piti dupla tomando banho e o picolé mini-saia que vale-outro e cola na língua
a família feliz unida por uma montagem na espécie das piadas pré-almoço. da esqu. pra dir. Pai Alemão, sobrinha karol, irmão AlemãozinhoII, cunhada Flavia, cunhada Ângela (in cunhada dois sobrinho II, ou Carla Sobrinha ou Fernando Sobrinho ou alguma coisa como Albertinho, Arthur, Olavo… ainda temos cinco meses), Irmão AlemãozinhoI e mamys sissi).
piti e póli, as merecedoras do gramado baixo.
daniel, aquele que perguntou no almoço: mas tu te acha esperta, carla? a minha profe disse que pra fazer publicidade tem que ser bem esperto. toquei arroz nele. ora bolas.